quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Esposas e Putas

As putas, as esposas, as esposas putas e as putas esposas, nada mais polêmico e delicioso que isso.
Você sabe a diferença?
Já pensou em se tornar uma delas ou transformar sua mulher numa dessas?



Creio que nada marcou mais as mulheres de todos os séculos passados para cá que a divisão que a sociedade fez com as mulheres, arrumando-lhes duas categorias: a das esposas e a das putas. A mulher ficava sem escolha, ou se encaixa numa ou noutra categoria.

E mal sabem os homens que a principal razão de não conseguirem se satisfazer por completo com suas esposas é por causa dessa maldita divisão das mulheres nessas duas categorias. E assim danam-se os homens e as mulheres enquanto embarcam nessa falácia.

Vamos às diferenças.

No modelo tradicional, as esposas são aquelas super recatadas, que negam sua sexualidade e escondem suas vontades até mesmo para o marido. Nada ou muito pouco falam para seus maridos, com medo que as achem saidinhas demais e as chamem de putas.

E as putas são aquelas que se entregam às suas vontades e desejos.
Então, como os homens não conseguem se excitar com suas esposas que pousam de Amélias, eles saem na rua sempre à procura de mulheres safadas (as putas) para conseguirem um pouco de tesão ao menos.
O pior de tudo isso é que a tradição educou as mulheres para aceitarem que os maridos se divirtam na rua com as outras, colocando isso como sendo uma virtude da esposa.
No molde tradicional, putas são quase todas, pois quase tudo se encaixa nesse rótulo machista, que serve sempre para reprimir cada vez mais as mulheres.

Mulher reprimida é sinônimo de sexo de péssima qualidade. E não vou aqui jogar a culpa só nas mulheres, porque homens reprimidos, preconceituosos e machistas são péssimos na cama.

Esse modelo tradicional esconde a verdadeira natureza da mulher. Não há duas categorias de mulher. Nunca houve. Isso só foi uma invenção social.

Só uma única categoria: a de fêmea.


A mulher que se descobre como fêmea, faz a grande diferença na cama. Ela gosta de sexo, ela pode gostar de sexo, ela busca o seu prazer e sabe que pode buscar o seu prazer. Ela se dedica ao prazer de seu homem também, e juntos buscam o máximo de prazer para ambos.



Isso muda tudo, completamente.







Ai vem um monte de agente, ainda contaminada com os modelos tradicionais, que fica a dizer que estas são as esposas putas.

Não existe esposa puta porque não existe "esposa" nem "puta", só existe "fêmea".
Elas são fêmeas e sabem que são fêmeas. E como todas as fêmeas, elas entram no cio sem qualquer vergonha ou pudor, e deixam seus homens experimentarem o que é ser um macho alucinado de tesão.

Elas se libertaram, gostam de gozar num pau e não escondem isso...  Sabem tudo o que lhe dá prazer e buscam seu prazer a todo vapor.
Nessa fúria de tesão e de cio, vale tudo. E elas sabem que podem tudo... tudo mesmo com seus machos.

Nos dias de hoje não dá mais para viver como nossas avós, naquele estilo assexuado, que nunca experimentou um orgasmo com medo do que o marido iria pensar dela.

Se ser fêmea é ser puta, eu quero ser puta! E por isso é que sou uma puta esposa!


11 comentários:

  1. Tens toda a razão, e uma mulher reprimida dá um trabalhão, temos que fazer o serviço por nós e por elas, e ainda dormir com a dúvida se ela gostou ou não. É duro.

    ResponderExcluir
  2. Por essas e outras que sou Puta, sou Domme, sou o que me satisfaz. Se a sociedade puritana concorda ou não, eu relaxo e gozo.

    ResponderExcluir
  3. Mauro, Abusada
    Obrigada pela visita e pelos comentários. São bem-vindos aqui, voltem sempre.

    Vocês falaram tudo. Não dá pra tampar os olhos e fingir que sexualidade não existe e que as mulheres não são fêmeas. E dane-se quem fale mal, é como Abusada disse "eu relaxo e gozo", só acrescento: e eu gozo muuuuito, muito mesmo!

    ResponderExcluir
  4. é para poucos ter uma fêmea. Eu sou completamente apaixonado pela minha esposa, mulher, fêmea e domadora. Poucos homens sabem o quão bom é ter uma fêmea em casa, e poucos casais imaginam o que é isso. Eu amo minha mulher por não ser apenas uma simples mulher, mas por ser a fêmea que me faz o homem mais feliz desse muito. Te amo domadora, meu amor, eu vou sempre te amar. Corno da domadora de corno

    ResponderExcluir
  5. Uau, saibam que eu amo as 'Amélias', pois quanto mais delas existirem por aí, mas os homesn irão fugir, correr para nós, as Dommes.
    Pois homem gosta de atitude, de 'damas na mesa e putas na cama'.
    Abusada, eu relaxo e gozo tbm.

    ResponderExcluir
  6. Isto sim que é um corno em alto estilo! Hummm te amo tb, meu tesudão.

    ResponderExcluir
  7. Isso mesmo Thamires!
    Quanto mais Amélias, sobram mais machos pra nós!
    Afinal, estou precisando ampliar meu harém...

    Gatona, adorei sua visita e comentário, volte sempre que é bem-vinda!

    ResponderExcluir
  8. A MULHER PERFEITA é a SOGRA quando se torna AMANTE do GENRO. Eu tive esse privilégio por quase 25 anos, até que ela morreu e eu me divorciei... Era amante, amiga, puta, namorada, namorada, esposa, cúmplice... PERFEITA EM TUDO, ahhhhhhhhh... belíssima, de formas irrepreensíveis... desde que ela se foi, me alienei...

    Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. complexo de lobo mau comendo a vovozinha

      Excluir
  9. toda mulher é puta, até tua irmã, tua mãe

    ResponderExcluir
  10. Minha mulher é uma puta,mas veste o hábito de madre Tereza de Calcutá para o seu marido, já foi para ,a cama mais com seu macho do que com seu marido.

    ResponderExcluir

Participe do blog

Envie suas fantasias, suas histórias, dúvidas, sugestões e pedidos de aconselhamento. E acompanhe minhas dicas neste blog.
E-mail: domadoradecorno@gmail.com